AllVoices criará redações para potencializar jornalismo colaborativo

Não é possível pensar jornalismo colaborativo sem pensar de forma hiperlocal. Essa é uma tese básica que influencia diversos posts nesse blog e que na prática também norteia as experiência pauta em produção colaborativa de conteúdo. A materialização (uma delas) para esse pensamento é o anúncio da criação de redação em 30 cidades, em todo o mundo, pelo AllVoices, plataforma de jornalismo colaborativo.

A expansão é fruto do financiamento de 3 milhões de dólares recebido pelo AllVoices, que atualmente possui 300 mil colaboradores e 5 milhões de visitantes mensais. Jornalistas profissionais e cidadãos-repórteres irão produzir informações a partir das redações que serão instaladas em Bagdá, Londres, Nairobi, Xangai, dentre outras. A plataforma do AllVoices permitirá ainda a colaboração via dispositivos móveis, seja SMS ou MMS.

Teorizando…

Pesquisando no YouTube sobre jornalismo colaborativo e hiperlocal encontrei uma entrevista do Clay Shirky, professor da Universidade de Nova York, ao site Periodismo Ciudadano, onde comenta que os cidadãos-repórteres atuam da mesma forma que os jornalistas do passado, quando estão diante de um fato que merece registro, que rende uma história.

Para Shirky, o jornalismo hiperlocal colaborativo potencializa o próprio jornalismo, uma vez que, os cidadãos-repórteres preenchem espaços vazios deixado pelos jornalistas. O telefone móvel é o elemento mais importante para o jornalismo colaborativo. Através dos dispositivos móveis amplia-se a possibilidade de registro. “Acompanhamos em primeira mão imagens de Tsunami, por exemplo, feitas por um cidadão com o seu celular” destaca o professor.

Shirky ressalta que as pessoas querem informações sobre a vizinhança, sobre aquilo que o cerca e, portanto, o jornalismo hiperlocal será uma área inovadora, até para a publicidade que em grande parte é local.

Anúncios

2 Respostas para “AllVoices criará redações para potencializar jornalismo colaborativo

  1. Acho que o hiperlocal salvaria os nossos jornais (A Tarde, Correio e Tribuna) da fraca atuação na web. Ainda não entendo por que os grandes jornais nos estados insistem em focar nos fatos nacionais e internacionais em seus sites…

Potencialize o diálogo. Comente!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s