Niiu: quando o ciberjornalismo influencia o jornalismo impresso

E se você pudesse comprar um jornal impresso com as notícias do seu interesse? Este produto já existe, trata-se do Niiu, criado pela dupla Wanja Oberhof e Hendrik Tiedmann com circulação na Alemanha.

A estratégia, é claro, passou a ser vista como uma das alternativas para “salvar” a venda de jornais impressos. Diariamente os usuários podem escolher suas informações de veículos alemães e/ou internacionais, incluindo blogs e mídias colaborativas, que são convertidos em um jornal de 24 páginas, no formato berlinder, ao custo de 1,80 euro. (1,20 euro para estudantes)

[flash http://www.youtube.com/watch?v=8BGrk7B6C9U%5D

O exemplo do Niiu serve para sinalizar a reconfiguração entre os suportes comunicacionais. A personalização, característica do ciberjornalismo, possibilita ao usuário para configurar os produtos jornalísticos de acordo com os seus interesses individuais. Para quem ainda acredita que o ciberjornalismo “mata” as velhas formas de distribuição de notícia, esta aí um bom exemplo de como as característica da Web pode auxiliar (neste caso) o jornal impresso a atingir um público diferenciado.

Por outro lado, indica também uma mudança na concepção clássica do jornalismo, uma vez que os produtos impressos visam, sobretudo, a “massa de leitores”, o desafio agora é oferecer produtos personalizados e que considerem o gosto do leitor no cardápio diário jornalístico.

Anúncios

Potencialize o diálogo. Comente!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s