CLAD: governo eletrônico, tecnologia verde e inclusão sócio-digital

O segundo dia de debates no XIV Congreso Internacional del CLAD sobre la Reforma del Estado y de la Administración Pública, foi iniciado com a palestra de Jocelyne Bourgon (Canada School of Public Service (CSPS)) sobre “Public purpose, government authority and collective power”.

Bourgon argumentou que é preciso mudar as estruturas do Estado e a relação com os cidadãos. “Os cidadãos são criadores de valores, portanto não podemos nos apoiar apenas na autoridade do Estado para a gestão de políticas públicas”.

A pesquisadora canadense destacou que as novas tecnologias de informação e comunicação, aliada ao ciberespaço possibilitam a governabilidade. “O governo eletrônico permite potencializar a participação dos cidadãos na definição de políticas públicas. Por outro lado, as novas TIC`s possibilita que o Estado preste um serviço integrado aos cidadãos”.

Questionada sobre os desafios dos Governos na sociedade contemporânea, Bourgon disse que é preciso criar estratégias que se antecipem as crises (citando o exemplo do Brasil e a crise econômica) e, além disso, buscar um equilibrio entre os interesses do mercado e a democracia, entre o público e o privado.

Após a palestra da Bourgon fui conhecer a experiência chilena do “Escríbale a la Presidenta“, sistema de correspondência entre a sociedade e a presidenta do país. Apesar de existir desde desde 1990, a correspondência presidencial “entrou” na Internet em no ano 2000.

O Escríbale a la Presidenta se baseia em uma linguagem clara, acolhedora e simples e as demandas dos cidadãos são transformadas em relatórios gerenciais que norteiam a administração pública. Além disso, o sistema também monitora a tipologia dos registros e atua para evitar crises políticas ou manifestações no Chile.

No fim, como resumi no Twitter, o Escríbale a la Presidenta funciona como uma Ouvidoria, potencializando a cidadania e a participação popular na gestão pública.

Mudando de cor, deixei a experiência vermelha chilena e segui para o painel sobre Tecnologia de Informação verde, cujo foco foram os procedimentos que os governo podem adotar para reduzir o impacto ambiental das TIC`s.

O painel começou com a polêmica levantada pela Teresa Uca (Plataforma Regional de Residuos Electrónicos en Latinoamérica y el Caribe (RELAC)), que afirmou não existir nenhuma política na América Latina que oriente  destino final dos computadores e demais equipamentos eletrônicos. Para Uca, o debate precisa ser reconfigurado “Não podemos pensar apenas em inclusão digital, é preciso pensar o que fazer com os PC`s produzidos e o destino que eles terão”.

Rafael  Arantes e Ana Maria Vieira, da Secretaria de Logística e Tecnologia da Informaçao (SLTI) do Ministério do Planejamento do Governo Federal (Brasil), defenderam que a administração pública deve utilizar o poder de compra do Estado para pressionar o mercado a produzir equipamentos verdes e que causem menor impacto ao meio ambiente.

“É necessário mudar o paradigma de que os governos precisam comprar o mais rápido possível e ao menor preço. O ideal é comprar de quem produz pensando no meio ambiente, que gere empregos e faça a diferença para o desenvolvimento do país”.

Por fim, a Cristina Kiomi Mori apresentou o projeto Computadores para inclusão do governo brasileiro, cujo objetivo é recondicionar equipamentos de informática usados e os distribui para iniciativas de inclusão digital de todo o Brasil.

Para mais informações sobre o projeto clique aqui.

É isso, agora vou terminar de arrumar a mala e partir para a #Aracaju.

Anúncios

2 Respostas para “CLAD: governo eletrônico, tecnologia verde e inclusão sócio-digital

Potencialize o diálogo. Comente!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s