Público lança plataforma multimídia para cobertura das eleições

Post do Paulo Querido comenta o projeto dossiê Eleições 2009 do jornal português Público online, que aposta na multimidialidade, incorporando reações sobre a temática na blogosfera, Twitter, Flickr, gráficos em tempo real e, é claro, colaboração.

O grande diferencial deste projeto é o fluxo constante de informações sobre as eleições, o que sinaliza uma alternativa interessante sobre a notícia no ciberespaço, que deve ser vista como o príncipio do debate público e não o fim. Se a home dos jornais e portais são cada vez menos visitados e os leitores buscam cada vez mais conteúdo específico, penso que uma atualização constante do conteúdo é uma das saídas para aumentar o tráfego nos sites jornalísticos.

Um exemplo de êxito das atualizações é a Wikipedia. Basta uma pesquisada na web sobre uma determinada personalidade para que um verbete da enciclopédia colaborativa figure a frente de jornais. Isso não se deve somente aos elementos do SEO, mas, sem dúvida, ao fluxo constante de informações adicionadas.

Além destas questões, vale destacar a característica guarda-chuva do dossiê, tendo em vista que efetua uma filtragem colaborativa do conteúdo produzido acerca da temática, o mapeamento de 5 em 5 minutos do que é dito, debatido sobre eleições, que amplia a própria esfera de debate público para além das páginas do Público.

Enfim, é uma excelente experiência desenvolvida pelo jornal. Paulo Querido informa ainda que o dossiê irá evoluir ao longo dos sete meses das eleições em Portugal.

Anúncios

Potencialize o diálogo. Comente!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s