Leitores não se preocupam com morte dos jornais

A morte de jornais locais não afeta os leitores nos Estados Unidos. Pelo menos é o que mostra a pesquisa do Pew Center for People and the Press divulgada nesta semana. O estudo foi realizado entre 2 e 4 de março de 2009 com moradores daquele país.

Para 43% dos leitores, a morte do jornal não causará algum dano. Entretanto, antes de qualquer conclusão premeditada, vale ressaltar que apenas 27% da geração Y (nascidos a partir de 1977) leem jornais, enquanto entre os mais antigos (nascidos antes de 1946) esse valor atinge 55%.

Segundo a pesquisa, entre aqueles que não se importam com o fechamento de jornais locais, 29% sabe que existe outras formas de se obter notícias (rádio, tv e internet). E apenas 10% disse que não ler jornais (locais).

Para quem pensa que os novos formatos “mataram” os jornais locais, engana-se. Para 20% das pessoas, estes veículos são pobres de conteúdo e para 5% eles são manipulados. E o pior, 9% dos entrevistados não acreditam que estes jornais sejam lidos por seus vizinhos.

Nem tudo está perdido
Os leitores que acreditam ou sentirão falta do jornais locais, argumentam: eles são importantes para noticiar a realidade local (30%). Para 18% as notícias são fundamentais e para 6% os jornais locais são melhores do que outros meios (tv, rádio, internet). 10% das pessoas disseram que gostam dos jornais e 12% só consomem-os por falta de diversidade.

Algumas considerações
Apesar do título impactante, vale destacar: o número de pessoas que deixaram de ler os jornais (em papel) e partiram para outros formatos é de 29%, dado semelhante aos que consideram os jornais ruins (20% = ruim + 5% = manipulados, totalizando 25%). Uma pergunta que a pergunta que a pesquisa não responde: é o mesmo público. Os insatisfeitos procuraram outras fontes? Perceba que eles não se importam com a morte dos jornais locais (impresso), mas já foram beber em outra fonte.

Para os leitores otimistas, estes jornais desempenham um papel importante,principalmente, para unir uma comunidade (por isso a moda é jornalismo hiper-local) e 6% ainda fazem uma cobertura melhor. Qualidade é investimento e não retorno. Esta é a grande lição da pesquisa.

Anúncios

Potencialize o diálogo. Comente!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s