Os imprevisíveis, de Marcelo Camelo

Depois de tanto barulho na internet e a indicação de alguns “amigos”, resolvi conferir o novo trabalho do Marcelo Camelo e do Rodrigo Amarante, ex-Los Hermanos. Um merda, ambos. Eu poderia aqui falar da harmonia musicial, concepção sonora ou experiência estética, mas prefiro as cinco letras chulas para definir o trabalho “solo” dos dois. Como diria o motoqueiro que mais toma chuva em Salvador, o @nicuri – quer um conselho? Eu se fosse os antigos hermanos, voltaria para formação original dos Los Hermanos.

Mas de link em link ouvi um trabalho do Camelo, digamos amidiaticoexperimentalcontramassificaçãodaindustriaepasteurizaçãodasonoridadecontemporaneapotencializandoaexperiênciaestéticapós-moderna (viu que sei utilizar alguns conceitos para tornar mais “cult” post transvestido de crítica musical?). Trata-se dos Imprevisíveis. Agora com sete letras, mais escrotas, caralho! Som muito bom.

Tem duas músicas no myspace, mas só para perceber a riquezapoeticacaóticasublimeetranscendentedasonoridadeimprevisivel confira a música abaixo, elaborada apenas com vídeos do youtube.

Anúncios

Potencialize o diálogo. Comente!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s