10 novos papéis para os jornalistas

A empresa sueca Mindpark listou os 10 novos papéis que os jornalistas precisam desempenhar nas redações, bem com as funções. Os papéis referem-se ao ciberjornalismo.

Editor de pesquisa

Função – monitorar os caminhos que os visitantes fazem para chegar o site.

Editor de estatística
Função –  acompanhar a navegação dos leitores, cliques, entrada/saída.

Editor de projetos
Função – as inovações na web acontecem  aomesmotempoeagora, logo é bom ter alguém para gerenciar as transformações

Editor de Link

Função – ligar a política com as atividades, transformar projetos em realidade nas rotinas produtivas.

Editor de comunidade
Função – estar onde os leitores estão. É preciso ampliar o alcance dos jornais. As notícias não podem ficar presas na home, é preciso que elas “transitem” em outros espaços.

Editor para diálogo

Função – não basta moderar os comentários no site, mas sim, acompanhar o que falam do seu produto e responder as manifestações na web.

Editor de tags
Função – não há como pensar em arquitetura da informação sem estruturar o conteúdo por tags.

Editor de mashup

Função – responsável pela indexação de mashups e inclusão de widgets

Editor de qualidade na web
Função – a produção de conteúdo para web ocorre em alta velocidade. Falhas ocorrem na apuração/digitação, é bom ter alguém sempre atento.

Editor de internet
Função – harmonizar cobertura local com o global.

Obviamente, alguns desses papéis serão desenvolvidos pelo mesmo jornalista. Senti a falta de editores de conteúdo colaborativo, multimídia, base de dados e o mais essencial um editor de complemento. O seu papel seria adicionar mais informações a uma matéria, sejam dados, infográficos, matérias relacionadas e afins.

A grande deficiêndia do online é a criação de “rotas de navegação” para o leitor. É preciso deitar a pirâmide, explorar mais o “como”, o “porque?”. Fico assustado como a pirâmide invertida foi potencializada na web. Objetividade é a oração diária. Para romper tal concepção é necessário, sobretudo, tempo. Algum sujeito que leia com mais calma, aposte em determinada história, aprofunde os aspectos que ajudem o leitor no entendimento da informação e coordene as atividades de complemento.

Não há novidade neste pensamento. No impresso já ocorre tal complemento. Mas eles possuem um dia para contar uma história, nós cinco minutos. Como disse: é uma questão de tempo.

Anúncios

4 Respostas para “10 novos papéis para os jornalistas

  1. Pingback: internet » Blog Archive » 10 novos papéis para os jornalistas

  2. Pingback: jornalismo » Blog Archive » 10 novos papéis para os jornalistas

  3. Pingback: Splog » Blog Archive » 10 novos papéis para os jornalistas

  4. Pingback: arquitetura » Blog Archive » 10 novos papéis para os jornalistas

Potencialize o diálogo. Comente!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s