Azeredo quer que Mercosul unifique legislação para combater cyber crimes

Não bastasse a aprovação da  Comissão de Constituição e Justiça do Senado do projeto de lei (PLC) 89/03, o senador Eduardo Azeredo, em reunião do Parlamento do Mercosul, defendeu que os países membros unifiquem a legislação sobre os crimes na internet.

Precisamos criar diretrizes e instrumentos que possibilitem a troca de informações entre os países, já que a Internet não tem fronteira, afirmou o senador.

Caso a recomendação do Azeredo seja aceita pelos países, o debate sobre o ciberespaço deverá ocorrer no Mercosul. A Argentina aprovou seu pacote jurídico de combate ao cyber crime e caso o Legislativo brasileiro aprove o PLC 89/03 seremos referência no bloco. E este será o problema, uma vez que, a forma o ciberespaço foi abordado é totalmente esquizofrênica, busca nada mais do que a vigilância na rede, invade a privacidade e restringe a liberdade.

A campanha contra o PLC 89/03 segue em frente

Leia também o parecer do Eduardo Azeredo

Anúncios

Potencialize o diálogo. Comente!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s