Faço sexo pela internet

sexoasciius7.jpg

Sugestivo o título da reportagem da revista Sou+Eu, que conta com a colaboração do público na produção de conteúdo. A idéia da pauta e personagem da reportagem fora uma das co-autoras do media.

É um relato simples, sem teorias ou reflexões sobre o cibersexo, sexo digital e/ou sexo pela internet: como as pessoas se apropriam das novas tecnologias e da conexão à rede para superarem a distância e realizarem seus desejos. Ideal para quem pesquisa sobre a temática.

Alguns trechos:

“Um computador com web cam (filmadora que, acoplada ao micro, transmite imagem em tempo real), uma caixa de som e um microfone são tudo que eu preciso pra levar meu namorado à loucura. Por causa da distância, a gente transa na base do ‘olhômetro’. Funciona assim: eu acendo todas as luzes do meu quarto, me deito na cama e me exibo para a web cam. Ele faz o mesmo, lá em Miami. Quando a brincadeira esquenta, eu chego ainda mais perto do microfone pro Marcello escutar meus gemidos. Ele adora”.

“No início confesso que era horrível fazer sexo virtual, mas com o tempo fui perdendo a vergonha e aprendendo a me divertir”. (…) Por mais que a gente se divirta pela web, ao vivo é sempre melhor”.

<<Matéria na íntegra>>

About these ads

16 Respostas para “Faço sexo pela internet

  1. Como boa analista de sistemas, eu acho isso o “ó”. Tem doido pra tudo… rsrsrsrsrrsrs Principalmente pra ser filmada pelo namoradinho pela captura de vídeo do novo Skype e aparecer da noite pro dia no You Tube. rsrsrsrsrrsrs. Como diria um amigo meu, “rái, ai…”

  2. Monique – acho que aquela canção do Caetano Veloso responde: toda forma de amor vale a pena.
    Suzana – hum…convite…hehehe
    Prima Mônica – você tocou em pontos interessantes: a facilidade de acesso as novas ferramentas que possibilitam a produção de conteúdo (ser filmada pelo namoradinho), a possibilidade de publicação (aparecer da noite pro dia no You Tube) e a privacidade de cada um.
    Mas, isso me leva a pensar em outro aspecto: as novas tecnologias e a internet não reconfiguraram a sociedade do voyeur?
    Quem sabe num próximo post….

  3. ISso é um perigo!
    Um dia eu e minha namorada fizemos um rapaz se masturbar e fica sem calça e deitado na cama com a bunda arrebitada. foi hilário, mas depois ficamos com dó

  4. Pingback: wow! « Não quero ser normal

Potencialize o diálogo. Comente!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s